(os textos assinados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores)

Leia aqui a homenagem da Fundação António Quadros a António Telmo.



domingo, 13 de setembro de 2009

A MINHA CARTILHA, 1

I
Uma teoria religiosa ou filosófica necessita duma base [que] seja incerta ou oscilante, entre um sim e um não. É nesta oscilação que se firmam as verdades alcançadas pela nossa inteligência. Mas a base oscilante tem de ser de pedra… filosofal: filosofal para os filósofos, e de pedra ou Pedro para os místicos.
Necessito da pedra filosofal, que eu, não sendo filósofo, filosofo; e, não sendo padre, digo missa, no altar-mor da minha freguesia, - vulgo, Ladário.
II
A pedra filosofal é material, ou, antes, a matéria; a pedra apostólica é espiritual, ou, antes, o espírito. O homem é feito das duas pedras, porque existe e vive. A existência está na origem da vida; e a vida está na origem de outro plano não revelado ainda à nossa inteligência, mas entrevisto pela inspiração, por esse olhar misterioso que brilha no mais distante da nossa intimidade.
III
O sentido perfeito do real pertence aos que avistam o ideal. Quem ignora a folha, não conhece a raiz. O ideal é a última expressão da realidade, ou ela a continuar-se, além de si.
IV
A vida sai da existência e regressa a ela, que a existência é natural, e a vida é sobrenatural, uma espécie de efémero milagre. E então a vida consciente é o Milagre dos milagres!
A vida efémera participa da existência eterna, como a Criação do Criador. Logo, no efémero, há o eterno, e no humano transluz o divino, e temos Deus em Jesus Cristo. Um Cristo, que eu não admito senhor, nem na terra nem no céu.
Eu por exemplo, existo desde sempre, e para sempre existirei; mas apenas vivo, desde o dia 2 de Novembro de 1877. A minha eternidade apenas foi interrompida por um lapso de tempo; mas esse lapso de tempo representa o advento da consciência humana, a conversão do Criador em Redentor. Todo o ser humano é uma Bíblia, o Velho, o Novo e o Novíssimo Testamento: o Verbo Encarnado ou a falar.
Teixeira de Pascoaes

Sem comentários:

Publicar um comentário