(os textos assinados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores)

Leia aqui a homenagem da Fundação António Quadros a António Telmo.



terça-feira, 19 de janeiro de 2010

EXTRAVAGÂNCIAS, 48


Os (In) Distintos

Eduardo Aroso

Os heróis de agora
Vivem no país ausente
Onde toda a gente mora.
Vão garbosos a passar,
Aprumados um a um.
Um dia estarão a repousar
No panteão da vala comum.

Sem comentários:

Publicar um comentário